sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

O ANJO NEGRO

O ANJO NEGRO









Não resisto a partilhar convosco um caso que se passou comigo na última Primavera.
Como gosto muito de andar a pé, e sempre que posso faço caminhadas, fui dar um longo passeio pelo parque que dista cerca de dois quilómetros da minha casa.
A determinada altura do percurso encontrei uns degraus, cerca de 18 ou 20, por onde eu já tinha subido há dois ou três anos. Tinha-me esquecido de que são altíssimos, ou seja, a distância entre um degrau e outro, não deve andar muito longe dos 40 cmts. Nada de muito grave, se houvesse um corrimão para apoio, que não existe, pois esta “escadaria” encontra-se numa zona de árvores e os degraus são de terra batida.
Depois da primeira tentativa vi logo que não conseguiria subir. Para agravar a situação – a minha falta de ar!
(Para quem não sabe… eu sofro de asma que, nos últimos dois anos teve um ENORME agravamento devido a algumas infecções pulmonares que me “atacaram”)
Quando eu olhava, desanimada, para os degraus que tinha à minha frente, pensando que não conseguiria vencer aquele obstáculo e a solução seria voltar para trás, surgiram dois rapazinhos pretos, um mais alto que o outro, que deveriam ter uns 15 a 16 anos.
Perguntaram-me se eu precisava de ajuda. Imediatamente aceitei, agradecendo. O mais baixo segurou a minha mão esquerda e, lentamente, fomos subindo. Vi que notava a minha dificuldade em respirar e por isso achei que devia falar-lhe no meu problema da asma. Parei no degrau em que nos encontrávamos e expliquei-lhe o porquê da minha falta de ar.
Ele ouviu atentamente e depois disse:
- Isso é muito aborrecido, não é?
Eu respondi:
- Sim, às vezes é mesmo muito incómodo. Dificulta a respiração e impede-me de fazer esforços. Como subir estas escadas, por exemplo – concluí, sorrindo.
Ele acrescentou:
- Vamos devagar. Temos muito tempo. Eu não tenho pressa nenhuma.
Eu agradeci com um sorriso.
Continuámos a subir. O conforto daquela pequena mão negra segurando firmemente a minha mão com mais do quádruplo da idade da sua, transmitia-me uma energia boa, aquecia-me o coração.
Chegados ao cimo da “escadaria” ficámos uns momentos em silêncio, especialmente para eu normalizar a respiração.
À despedida não trocámos emails, nem telefones, nem sequer os nomes… Nada!
Ele apenas me olhou com o seu maravilhoso sorriso, um ar ligeiramente interrogativo como que a querer saber se eu já estava bem, e não pronunciou uma palavra.
Eu sorri em agradecimento. Murmurei “Obrigada!”, aproximei-me e depositei um beijo naquela face negra de Anjo disfarçado de rapazinho.
Separámo-nos. Cada um seguiu o seu caminho.
Mas eu JÁ não ia sozinha…



*****
No Natal que se aproxima e em todos os dias do ano meditemos nas palavras do poeta João Coelho dos Santos, no seu poema ENTÃO E EU?


Um santo e feliz Natal para todos

40 comentários:

✿ chica disse...

Maravilhoso esse encontro e que bom quando aparecem anjos a nos ajudar! Que lindo momento de leitura tive aqui! Valeu e aquele sorriso e mão ficarão pra sempre nas tuas lembranças. ADOREI! beijos, chica

Larissa Santos disse...

Realmente existe sempre gente boa sempre dispostos ajudar sem receber nada em troca. Existem sorrisos que velem por mil palavras

Bjos
Noite Feliz

Lúcia disse...

Para quem quem é do Bem, sempre aparece um anjo Bom!
Um encontro pra lá de maravilhoso!Um abraço, amiga, desde o Ceará!!!

Elvira Carvalho disse...

Acredito que todos nós temos um anjo por perto pronto a ajudar-nos. Mas quantas vezes as nossas atitudes o afastam de nós.
O poema é lindo e eu tinha pensado publicálo este mês, integrado nos posts de Natal. Espero que não se aborreça.
Abraço e bom fim de semana

Kr. Eliane disse...

OLá amiga Mariazita:

sua mensagem de hoje é muito linda !!
a bondade que existe que não faz alarde, é silenciosa e discreta !!
que lindo sentimento brota dos corações bondosos !!
sua mensagem de NATAL é maravilhosa.
é uma mensagem para todos pensarem , refletirem diante desta festa cristã tão comemorada !!
um grande abraço !!
:o)

Daniel Costa disse...

Querida amiga Mariazita

Fazem muita falta testemunhos como o trazes aqui, não obstante me parecer que, a grande massa do povo (digo povo, não a elite) não é xenófobo.
Mereceu a minha atenção o poema de João Coelho dos Santos, que é também Presidente da Associação Portuguesa de Poetas, a que pertenço, também como associado, pelo que além de o conhecer, o tenho ouvido inúmeras vezes recitar os seus poemas, em tertúlias da APP.
Beijos de amizade.

lis disse...

Oi Mariazita
Bom te ver,de novo.Estive ausente por conta de um acidente doméstico ,mas já voltando devagar.
Que lindo esse anjo que apareceu no seu caminho! e como é bom sentir que ainda há esperança de que o mundo se salve através de gestos simples assim mas de uma grandiosidade que nos faz querer compartilhar.Não há cor não há credo não há diferenças só que deve haver é coração e amor uns pelos outros.Tão simples e tão difícil ao mesmo tempo.
Obrigada pela partilha.E o poema também trás uma mensagem importante _ o aniversariante onde estará?
Um abraço apertado, e já dezembro _tempo de desejar um Natal feliz.Com Jesus ,no coração.,preferencialmente.

Kasioles disse...

En momentos difíciles, como si Dios reparase en lo que necesitamos en ese momento, quiere ayudarnos y nos envía un ángel con figura de rapaciño sonriente que nos tiende su mano en señal de protección. No es casualidad, amiga mía, es Él que te protege y guía.
Admiro tu afición a caminar, yo soy una perezosa para eso y siempre dejo las caminatas para el día siguiente, total, que siempre me quedo en casa sin moverme.
Me ha gustado mucho tu fotografía, tienes un aspecto juvenil. ¡Cuídate!
Abrazos y buen fin de semana.
Kasioles

Tais Luso disse...

Que história linda essa dos meninos com você! Merece um relato, sim! Aqui é incomum esse tipo de coisa, não sei se aconteceria. Mas nessa tua narrativa, muito bem contada, percebe-se o quanto te fez bem, gestos assim até comovem.
O poema é lindo, nesse mês, os corações mudam, ficamos com os sentimentos em prontidão, com a alma em festa.
Um beijo, querida amiga, um ótimo domingo!

Franziska disse...

Es la tuya la primera felicitación que recibo este año. Mil gracias y que Dios te proteja, ampare y guarde y llene tu vida de paz y amor en compañía de todos tus seres queridos. Que el próximo 2018 llene tu vida de bendiciones.

Esos chavales comprendieron tu apuro y allí estaban ellos. Hicieron lo que tenían que hacer y te hicieron un regalo maravilloso porque la experiencia fue preciosa en como lo agradeciste y en cómo lo viviste. Esto demuestra que no es tan difícil hacer el bien: basta que abramos un poco los ojos y estemos dispuestos a dar lo que podamos. Eso es todo. Los ángeles existen, están junto a nosotros pero no debemos olvidarnos que todos podemos ser ángeles con otras personas.

Me alegra que hayas vuelto a publicar y que sigas avisándome a pesar de que yo lo tengo en el lateral de mi blog y siempre se actualiza. Con las dos informaciones es imposible que me olvide. Un abrazo. Franziska

Graça Sampaio disse...

Lindos esses anjos negros...

Boas Festas!

Ariel disse...

Olá Mariazita, boa noite,
gostei muito de sua história, um belo conto

Desejo-lhe um maravilhoso final de ano
um beijo grande

Boas festas!

Emília Pinto disse...

Querida Mariazita, fiquei emocionada com este anjo negro que te apareceu para te ajudar. Um lindo anjinho que não esquecerás nunca! E o Natal está à porta, com tanta alegria, muita tristeza para alguns e muitos desses anjinhos negros e brancos sem terem uma mão para lhes estender um pão, para lhes oferecer um brinquedo ou para simplesmente lhes dar um beijo . Há fartura nas nossas mesas, restos que irão para o lixo, papeis coloridos pelo chão depois de abertos tantos presentes e, no entanto os anjinhos continuarão com fome, terão muito frio nessa noite e um afago antes de dormir também não haverá. À mesa, há uma cadeira vazia, porque o aniversariante não estará presente; esqueceram-se de o convidar e ele, triste, não teve coragem de apareceu; mas...alguém reparou? Não, ninguém.... estavam demasiados acupados com as iguarias na mesa e com os presentes que, junto à árvore esperavam a hora de serem abertos. E assim, amiga, é o Natal, para muitos uma data triste devido às ausências, para outros uma reunião de familia muito alegre e, por incrivel que pareça também é motivo para que algumas se zanguem, porque este foi convidado, aquele não, et, etc. Mas.. que fazer ? Temos de aceitar que é assim e fazer o nosso melhor para que todos se sintam bem nessa noite e tentar fazer alguma coisa por esses anjinhos que ajudam sempre que podem, mas que não têm a mesma sorte.
Querida amiga, com certeza ainda nos " encontraremos antes ", mas de qualquer modo desejo-te uma noite de muita paz e alegria junto dos que amas. Com toda a certeza vais ter um Natal feliz! Tu mereces, querida amiga. Um beijinho e boa noite
Emilia

Carla Ceres disse...

Que linda postagem de Natal, Mariazita! É a primeira que leio este ano e já sei que será a mais bonita de quantas surgirem. As pessoas seriam mais felizes se soubessem reconhecer os anjos que nos oferecem ajuda. Também gostei muito do poema. Não o conhecia. Você sabe que adoro te ouvir declamar. Desta vez, porém, tenho um motivo a mais para apreciar a gravação. Estou aprendendo a ouvir português de Portugal sem morrer de medo de não compreender nada. :)

Explico. Estivemos no Japão, no começo do mês e, no nosso grupo, havia um senhor de Lisboa. Ele não falava espanhol nem portunhol (segunda língua de muitos brasileiros) e estava com dificuldade de se comunicar com a guia japonesa. Resolvemos ajudar. É divertido brincar de intérprete. Olhei pro Leroy e comentei: "Se ele falar com a dicção da Mariazita, vai ser fácil, mas, se for igual àquele guia do vídeo que ela postou no blog, estamos perdidos." :)

Demos sorte, ele falava do seu jeito, Mariazita. Conversou com a gente a viagem toda. Aprendemos muito. De certa forma, foi você, com seus poemas gravados, que nos deu coragem de falar com ele. Muito obrigada! Você nos ajudou a ajudar alguém.

Beijinhos e feliz Natal!

Olinda Melo disse...


Bom dia, Querida Mariazita

Uma grande mensagem nos trazes. Uma mão, um sorriso, uma ajuda. É o que deve dirigir os nossos passos hoje e sempre, durante todo o ano. E neste mês em que homenageamos a bondade, a paciência, o amor, encontramos estes belos sentimentos na figura do teu "Anjo Negro". A complementar, o poema faz-nos ver como nos perdemos em ninharias e em ideias consumistas dos tempos actuais que nada acrescentam ao nosso íntimo, como ser humanos.

Desejo-te UM BOM E FELIZ NATAL, minha amiga.

Beijinhos.

Olinda

Ricardo- águialivre disse...

Quando algo acontece que faz bater o coração é sinal que esse - o coração - está vivo.
.
Domingo feliz
Abraço

Graça Pires disse...

Uma história muito bonita e comovente. Um poema para reflexão. Um bom Natal e que o seu Anjo da Guarda não a largue nunca...
Beijos.

Mari-Pi-R disse...

Hay muchos ángeles que nos rodean y nos acompañan tan solo hay que pedirles ayuda.
Bonitos pensamientos los tuyos en esta publicación.
Un abrazo y Feliz Navidad.

Regina Magnabosco disse...

Querida Mariazita,
Gosto das histórias que você conta sobre as passagens de sua vida. Além da bonita e marcante mensagem do anjo negro, gostei de saber de sua aventura na escadaria de chão batido. Mas tome sempre cuidado com a saúde e com a segurança, ouviu, moça?
Amei o poema. É uma satisfação muito boa ouvi-la declamar poesias.
Um grande abraço!
Regina

Ana Freire disse...

Adorei o seu testemunho pessoal, tão comovente, Mariazita...
Às vezes, uma palavra ou um gesto, na hora certa... acompanham-nos para a vida...
Adorei o poema, que enfatiza o facto, de tantas e tantas vezes, a comemoração do Natal, se afastar tanto do seu verdadeiro espírito!...
E sofrendo de dificuldades respiratórias... espero que a Mariazita já tenha tomado a vacina para a gripe... e para a pneumonia... cujo efeito perdura para vários anos, esta última... eu costumo ter esse cuidado, com a minha mãe, pois apesar de ela não sofrer de asma, tem insuficiência respiratória, como consequência de problemas cardíacos...
Deixando um beijinho, e votos de uma excelente semana!...
Não desejando ainda boas festas... pois antes das mesmas, ainda passarei por aqui, de novo!
Ainda estou em modo pausa, durante mais alguns dias, lá no meu canto... enquanto a minha mãe recupera de uma cirurgia a uma catarata... carecendo pois de maior atenção, por estes dias, na fase pós operatória...
Ana

BETONICOU disse...

Oi Mariazita! Sempre que venho me deleito em suas narrativas do seu cotidiano. Acho de muito bom grado esse abrir de alma....lhe desejo uma ótima semana minha querida. Grande beijo

Pedro Coimbra disse...

Pequenos gestos que dizem tanto a quem são dirigidos.
Boa semana

Gil António disse...

Bom dia. Gostei muito da sua narrativa. Mostra como o seu coração é grandioso
.
Deixo cumprimentos poéticos
.

O meu pensamento viaja disse...

Felizmente acontecem milagres, Mariazita.
Beijinhos

Liliane de Paula disse...

Anjo mesmo, viu?

Lilazdavioleta disse...

Os anjos existem , tenho a certeza , só temos que saber " chamá - los ".

Quanto ao poema , que adoro , e que , infelizmente , se transforma , cada vez mais , na realidade que nos rodeia .


Um forte abraço , Mariazita , e obrigada pela partilha ,
Maria

Manuel Veiga disse...

blog bem interessante. gostei

grato por me permitir frequentar.

beijo

Amélia disse...

Olá Mariazita!
Excelente a sua narrativa! Gostei! Há sempre um anjo que nos acompanha.
Belíssimo poema.
Beijinhos. Uma excelente semana

Fátima Oliveira disse...

Oi Mariazita, que bom ter encontrado um anjo pelo seu caminho para ajudar a sentir segura.
Beijos e tudo de bom.

Berço do Mundo disse...

Ainda que seja cedo para votos natalícios, recebo a benção desta pequena história com um sorriso rasgado e um lagrimita no canto do olho... que lindo quando a juventude nos surpreende assim!
Imagino que ele tenha sido apanhado de surpresa por esse beijo de agradecimento! Deliciosa partilha. Ainda falamos antes de desejar um feliz Natal.
Beijoca
Ruthia d'O Berço do Mundo

O Árabe disse...

São acontecimentos assim que nos levam a acreditar novamente nas pessoas e no futuro, não é? Maravilhoso momento, amiga; e maravilhoso post, tb. Grato pela partilha, boa semana!

Inês disse...

Que bonito, chega a emocionar que ainda haja pessoas assim que se importam com o próximo! :) Beijinhos
--
O diário da Inês | Facebook | Instagram

Amélia disse...

Boa noite Mariazita.
Gostei de saber que também é colecionadora.
Esta é a minha loucura pelos dedais, tenho alguns que não imaginava que existiam, também tenho miniaturas de perfumes ,presépios e chávenas pequenas de porcelana, que agora deram a vez aos dedais.
Bjs

Minhas Pinturas disse...

Olá amiga, sua pequena e linda história é emocionante, hoje em dia é difícil de se encontrar até um olhar acolhedor que dirá uma ajuda, um gesto caloroso. Que sempre apareçam anjos em seu caminho, para te darem as mãos, e ar.
Fique bem são meus votos.
Abração e mil beijinhos
Léah

Portugalredecouvertes disse...


que bonita partilha de Natal Mariazita :)))
eu acho a nossa história de Natal tao bonita ! esse menino que veio ao mundo, criança inocente, para salvar os homens e para trazer fraternidade
e não raramente encontramos casos de pessoas que parecem ter vergonha de repetir a história, de ajudar a que ela não seja esquecida, e que mudam o nome do Natal, e/ou que so lhes interessa o lado consumista do final do ano, como se a espiritualidade e os sentimentos fossem obsoletos e descartáveis
enfim, gostei muito de passar por aqui hoje
beijinhos amiga
Angela

Gil António disse...

Bom dia. Passando para me deliciar com as suas publicações. É maravilhoso o seu blogue.Desejando um dia muito feliz.
.
Tema de hoje

Manhã, nascer do sol, solfeja a cigarra no arvoredo
.
Deixo cumprimentos poéticos.
.

Lucia Silva disse...

Ao ler esse conto fui ficando emocionada com a atitude do anjo negro e a sua atitude de confiança e deixar-se ajudar. São essas atitudes que fazem a vida ser diferente e ter novos significados. Que sempre apareçam anjos bons na sua vida!
Beijos e um fim de semana feliz!

Ana Tapadas disse...

Muito, mas mesmo muito interessante...
Beijos

Ana Freire disse...

Passando a deixar um beijinho, e votos de um excelente fim de semana...
Ana

Rita Sperchi disse...

Passando para deixar um abraço de
agradecimento,desejar boas festas com
muita paz e sabedoria,são meus votos pra vc
e toda família.....🌷

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!